Paris, França, O que fazer, Alugar Carro, Clima, Compras, Hotel

 


Conheça a famosa casa e os jardins de Monet na França


Saiba tudo sobre a casa e os jardins de Monet em Giverny, na França, para adicionar esse maravilhoso ponto turístico da França ao seu roteiro. Na região de Giverny, os franceses e turistas podem descobrir um curioso e belíssimo local, a casa onde viveu por mais de 40 anos o famoso pintor Monet, incluindo os jardins nos quais ele costumava pintar. Esse passeio é um delicioso mergulho nos quadros do pintor e é, sem dúvidas, uma ótima opção para adicionar ao seu roteiro de viagem. Confira mais informações sobre esse local.

Casa e os jardins de Monet na França

E se você está planejando viajar para lá, não deixe de conferir também as dicas imperdíveis de como economizar muito na França. São dicas muito boas, que valem a pena, e vão fazer você economizar muito em todo o planejamento da viagem e quando estiver lá. Sua viagem à França vai sair mais barata do que imaginava e você poderá gastar mais para aproveitar ainda mais sua viagem. Agora veja tudo sobre a casa e os jardins de Monet em Giverny na França.

Como chegar à casa e jardins de Monet em Giverny na França

A região onde está localizada a casa de Monet é chamada de Giverny. Ela está a 75km de Paris, a capital da França. No entanto, não se desespere com a distância, pois o local é de fácil acesso e há diversos trens que levam até lá, mas o mais recomendado é que você chegue até o local de carro. O ideal é que você reserve um dia para o passeio na casa de Monet na França, já que assim você não precisará ver nada correndo e poderá aproveitar esse local único em Giverny. No verão e na primavera, a casa de Monet fica excepcionalmente bonita e acolhedora, igualzinha aos quadros que o artista pintou. Quem gosta de arte irá se emocionar em conhecer este lugarzinho da França.

Casa e os jardins de Monet na França

A casa de Monet em Giverny na França


O pintor Claude Monet morou em sua casa em Giverny por 43 anos, de 1883 a 1926. Durante esse longo tempo, ele deixou a casa do jeito que gostava, adaptando-a às necessidades de sua família e da vida profissional. No início, a casa era chamada de "Casa da Prensa de Cidra", pois havia uma prensa de maçã localizada na pequena praça do bairro, e era muito menor. Monet ampliou a residência em ambos os lados, deixando-a com 40 metros de comprimento por 5 metros de profundidade apenas. 

Sala de Jantar da casa de Monet

O celeiro ao lado da casa tornou-se seu primeiro estúdio, graças à adição de um piso de madeira e de escadas que levam à casa principal. Monet, que pintou principalmente ao ar livre, precisava de um lugar para armazenar e terminar suas telas. Acima do estúdio, Monet tinha seu próprio apartamento, um grande quarto com banheiro. O lado esquerdo da casa era seu lado, que ele utilizava para trabalhar e dormir. 


Os jardins de Monet em Giverny na França


Há duas partes no jardim de Monet: um jardim de flores chamado Clos Normand, que fica na frente da casa, e um jardim de água de inspiração japonesa, localizado do outro lado da estrada. Eles podem ser considerados como jardins distintos, mas se complementam. O Clos Normand é cheio de flores, árvores frutíferas e ornamentais. Você pode encontar uma belíssima mistura de flores simples com espécies mais raras. Como Monet não gostava de um jardim organizado, ele simplesmente plantou belíssimas flores e deixou-as crescer livremente.

Jardim Clos Normand de Monet

Em 1893, dez anos depois de sua chegada a Giverny, Monet comprou o terreno vizinho de sua propriedade, do outro lado da ferrovia.  Esse terreno possuía um riacho e uma pequena lagoa, onde o artista fez seu jardim de águas. Esse jardim está cheio de assimetrias e curvas, tendo sido inspirado nos jardins japoneses que Monet conhecia de fotos que colecionava avidamente. Nele, você encontrará a famosa ponte japonesa e também outras pontes menores.

Ponte do jardim de Monet

Informações sobre a casa e os jardins de Monet

Se tiver a opção de ir durante a semana, prefira fazê-lo, pois a casa e o jardim de Monet em Giverny na França atraem muitos visitantes, principalmente, aos sábados e domingos. Mas lembre-se de que o local não funciona o ano todo. Fica aberto apenas do final de março até o final de novembro, das 9h30 às 17h30. A entrada pode ser comprada no site oficial da fundação do artista Claude Monet. O ingresso para a visita custa cerca de 10,20 e crianças a partir de 7 anos e estudantes pagam apenas 5,70

Casa e os jardins de Monet na França

Dicas para comprar ingressos mais baratos e sem filas

Uma dica para economizar com os passeios é comprar os ingressos antes pela Internet, que além de serem sempre mais baratos, você economiza um bom tempo que perderia nas filas das bilheterias e já viaja com os ingressos em mãos. Um site legal que nós sempre utilizamos é esse Site de Ingressos da Europa que vende ingressos para os principais pontos turísticos e passeios de Paris e de todas as cidades da Europa. Eles são um dos maiores vendedores de ingressos de passeios e pontos turísticos de todas as cidades do mundo, o site está em português e o bom é que você compra todos os seus ingressos em um único lugar, ao invés de ficar comprando no site de cada atração. É muito mais prático, você tem um atendimento excelente para resolver qualquer problema ou dúvida que tiver e os preços são ótimos e muitas vezes mais barato do que no próprio site da atração. Facilitou bastante nossas viagens e ajudou a economizar tempo nas filas e dinheiro. Os passeios de Paris que mais indicamos comprar nesse site são o Museu do Picasso, o cruzeiro no Rio Sena que é lindo, a entrada do Louvre, do Arco do Triunfo e a subida na Torre Eiffel, que são os passeios mais legais e estão com um bom preço.

Não esqueça o seguro viagem obrigatório para Europa

Agora que você já sabe tudo sobre a casa e os jardins de Monet em Giverny na França, uma dica importantíssima que reforçamos para todos que estão planejando ir à qualquer país da Europa é que não se esqueça que fazer um Seguro Viagem Internacional é obrigatório para viajar para lá. Veja nossa matéria de Seguro Viagem para Europa com tudo o que você precisa saber sobre o assunto, quais são os melhores seguros e dicas para fazer um excelente seguro por um preço incrível economizando muito.

Dica para usar o celular à vontade na França e na Europa

Poder usar seu celular em Paris, na França, na Europa e em qualquer outro lugar do mundo é ótimo, pois ele acaba sendo muito útil. Você pode usar os aplicativos dos pontos turísticos e das cidades, os aplicativos de cupons de desconto, se for alugar um carro você economiza uns 100 euros por não precisar alugar um GPS pois poderá usar o do celular, pode pesquisar os endereços e horários dos lugares, ver a previsão do tempo para se planejar para os passeios e lógico ficar conectado com todo mundo através de aplicativos e postar suas fotos da viagem à França nas redes sociais. Se quiser, veja nossas dicas de como usar o celular à vontade na Europa. É super barato e você vai poder usar seu celular o dia inteiro e em qualquer lugar. O metrô de Paris, o Museu do Louvre, a Torre Eiffel e todos os outros pontos turísticos possuem aplicativos incríveis para os turistas. E usando a internet do seu celular você poderá pesquisar tudo sobre a casa e os jardins de Monet em Giverny na França quando estiver lá.

Dica para usar o celular à vontade na França e na Europa

Dicas para aproveitar melhor sua viagem à França

Outra dica importante para economizar dinheiro e tempo é com os passeios. Para conhecer a maioria dos pontos turísticos e museus da França é preciso comprar os ingressos de cada lugar. A dica é comprar todos os ingressos antes pela Internet, que além de serem sempre mais baratos, você economiza um bom tempo que perderia nas filas das bilheterias e já viaja com os ingressos em mãos e as atrações garantidas. Se quiser, veja aqui na matéria de ingressos para a França todas as dicas, os mais vendidos e onde comprar todos os ingressos pelo melhor preço.

Dicas para aproveitar melhor sua viagem à França

Dicas para o aluguel de carro na França

Uma dica legal é que para conhecer bem as regiões da França é essencial alugar um carro, principalmente quando a ideia é conhecer as cidades do interior ou a famosa Costa Azul, a costa do Sul da França, com cidades lindas como Cannes, Mônaco e Nice. Elas são todas próximas e o carro facilita muito a viagem entre elas e é a forma mais fácil de se locomover por lá, sem falar que as estradas são lindas, você consegue ir ás praias paradisíacas mais afastadas e tem várias outras cidades legais para incluir no roteiro como Marselha, Lyon, Versalhes e a própria Paris. Se quiser, veja nossa matéria de como alugar um carro na França com dicas de como alugar um excelente carro por um preço incrível, usando comparadores de preços excelentes e tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

Veja outras matérias imperdíveis para quem vai viajar à França:

O que fazer em Paris: Principais atrações, passeios e lugares de Paris na França.
Como economizar muito na França: Dicas incríveis para economizar em tudo em Paris.
Como alugar um carro na França: Dicas sobre o aluguel e como achar preços incríveis.

Postar um comentário

 
Top